Impactos de desastres socioambientais em saúde pública: estudos dos casos dos Estados de Santa Catarina em 2008 e Pernambuco em 2010

  • Luciana de Resende Londe Cemaden
  • Victor Marchezini Cemaden
  • Rodrigo Silva da Conceição Cemaden
  • Katia Cristina Bortoletto Cemaden
  • Ana Elisa Pereira Silva Cemaden
  • Elisa Volker dos Santos Cemaden
  • Regina Tortorella Reani Cemaden
Palavras-chave: Vulnerabilidade, Eventos extremos, Brasil

Resumo

Eventos como inundações e movimentos de massa podem provocar desastres, afetando amplamente a saúde pública brasileira. Além de mortes, traumas e lesões, podem ocorrer danificação de estações de tratamento de água, postos de saúde e hospitais, comprometimento de equipamentos e estoque de remédios, epidemias e proliferação de doenças, bem como danos psicossociais. Neste artigo, com o objetivo de identificar e analisar características pré e pós-impacto relacionadas à saúde pública, são estudados dois cenários: inundações ocorridas em Santa Catarina, em 2008, e em Pernambuco, em 2010. Procuramos analisar as condições socioambientais e de cobertura de serviços de saúde prévias e os danos pós-impacto em municípios que decretaram estado de calamidade pública. Para caracterizar a vulnerabilidade socioambiental, foram utilizados dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) do Serviço Geológico do Brasil (CPRM),
da Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil (Sedec) e do Sistema Único de Saúde (Datasus). Encontramos grandes diferenças entre os dois estados, principalmente nos indicadores sociais, mas os efeitos das inundações foram severos para ambos, incluindo maior número de óbitos em Santa Catarina, estado com alto índice de desenvolvimento humano e menores índices de pobreza. Estes resultados evidenciam a necessidade de inclusão do tema saúde pública em todas as etapas do gerenciamento do risco de desastres. 

DOI http://dx.doi.org/10.1590/S0102-3098201500000031

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2015-12-16
Como Citar
Londe, L. de R., Marchezini, V., da Conceição, R. S., Bortoletto, K. C., Silva, A. E. P., dos Santos, E. V., & Reani, R. T. (2015). Impactos de desastres socioambientais em saúde pública: estudos dos casos dos Estados de Santa Catarina em 2008 e Pernambuco em 2010. Revista Brasileira De Estudos De População, 32(3), 537-562. Recuperado de https://www.rebep.org.br/revista/article/view/743
Seção
Artigos originais